Edição 2021.2 NAC UFRN - PACC UFRJ


TECNOLOGIAS SOCIAIS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM CONTEXTOS MULTICULTURAIS

UQ Potiguar Cirandas do Conhecimento Videos

O Núcleo de Arte e Cultura da UFRN (NAC), em parceria com Laboratório de Tecnologias Sociais Universidade das Quebradas (UQ) do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), promove o seminário on-line Cirandas do conhecimento: tecnologias sociais e desenvolvimento sustentável em contextos multiculturais. As inscrições devem ser feitas, via Sigaa, até dia 5 de julho.

Em formato virtual, gratuito e ao vivo, o evento disponibiliza 100 vagas para a comunidade interna e externa da UFRN. O principal intuito dos encontros é ter um espaço onde profissionais, acadêmicos ou não, que lidem com arte e cultura, apresentem questões técnicas, práticas e sociais que possam contribuir com os saberes-fazeres comunitários ou com suas tecnologias sociais, bem como com o impacto destas nos processos formativos da espaço universitário.

As atividades, que acontecerão entre os dias 15 de julho e 11 de novembro, serão ministradas por docentes da UFRN, da UFRJ e por convidados pela coordenação do projeto. Vale lembrar que, para receber o certificado, será necessário participar de 75% dos encontros e realizar as práticas propostas nas Cirandas.

Programação

1ª Ciranda (15/07)

Chegança (cerimonial de boas vindas e fala institucional), com Heloisa Buarque de Hollanda

Primeiros acordes (apresentação musical) – Numa Ciro

Aula de abertura – professor Charles Feitosa (UNIRIO): Educação na Era Digital

Apresentação dos Quebradeirxs

Ciranda para cantar e dançar (apresentação do Grupo Viramundo – Alaní)

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

2ª Ciranda (29/07):

Prosa inicial – professora. Camilla Rocha Campos (RJ): Escrita e Linguagem nas Artes Visuais

Oficina de saberes – Michelle Ferret (RN): Memória e Poesia

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

3ª Ciranda (12/08):

Prosa inicial – Márcia Bottini (RN): A Arte de Nise da Silveira

Roda de Conversa – José Otávio (RJ) : Professor Autista

Oficina de saberes – Jussara Santos (RN): Arte de adesivar Mandalas

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

4ª Ciranda (26/08)

Prosa inicial – professor Chico Bethoven (RN): Aspectos históricos da Música Potiguar

Oficina de saberes – Cacau Arcoverde: Etnografias musicais afro-brasileiras, Xilogravura & Lançamento do documentário J. Borges Uma vida na xilogravura.

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

5ª Ciranda (09/09)

Prosa inicial – professora Maiara Gonçalves (UFRN): Uma epistemologia toda nossa: possíveis contribuições ao pensamento feminista negro brasileiro

Oficina de saberes – Marion Rupp (RS): Tingimento Natural com Barro.

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

6ª Ciranda (23/09)

Prosa inicial – professora Heloisa Buarque de Hollanda (UFRJ): O Pensamento Feminista

Oficina de saberes – Efigênia Cruz: projeto Transforme-se e criação de bonecas.

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

7ª Ciranda (07/10):

Prosa inicial – professora Numa Ciro (UFRJ): Psicanálise

Oficina de saberes – Marilene Gonçalves (RN): Cabelos de Alecrim.

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

8ª Ciranda (14/10):

Prosa inicial – professores Jefferson Fernandes e Thiago Cerejeira (UFRN): Acessibilidade Cultural

Oficina de saberes – Ana Luísa Medeiros (RN): Descrição de Imagens nas Mídias Sociais

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

9ª Ciranda (21/10)

Prosa inicial – professor Glebson Vieira (UFRN): Dinâmicas e resistências indígenas no RN

Oficina de saberes: Lideranças indígenas do RN – Maria Ivoneide Campos da Silva e João Paulo de Sales Lima : Arte  indígena

Horário: 14h às 18h/Local: Plataforma virtual

10ª Ciranda (11/11): Abertura da exposição artística coletiva (trabalhos produzidos).

Horário: 14h às 18h

Local: Plataforma virtual


CONVIDADOS
Doutorado em Filosofia pelo Albert-Ludwigs-Universität Freiburg, Alemanha (1995). Pós-Doutor em Filosofia pela Universidade de Postdam, Alemanha (2007). Linha de Pesquisa: Performances: Corpos, Imagens, Linguagens e Culturas.

Charles Feitosa

Educação na Era Digital   15/7

Artista, educador e produtor cultural e idealizador do Coletivo Viramundo Potiguar

Alaní

Canto da Ciranda de Roda   15/7

Artista e pesquisadora. Professora da Universidade Cândido Mendes (RJ) no Instituto de Design de Interiores. Mestre em História e Crítica de Arte pela UERJ(2011). Possui graduação em Gravura UFRJ(2007). Cursos de extensão na UFMG, Escola de Artes Visuais do Parque Lage, Universidade Estácio de Sá , SESC Tijuca (Rio de Janeiro), Ateliê Patrick Fouilhoux (Paris, França).

Camilla Campos

Escrita e Linguagem nas Artes Visuais  29/7

Roteirista, jornalista e escritora. Formada em Jornalismo e Artes Cênicas com doutorado em Ciências Sociais. Atuou como professora substituta dos cursos de Jornalismo, Radialismo e Publicidade na UFRN e titular na Universidade Potiguar no curso de Audiovisual.

Michelle Ferret

OFICINA: Memória e Poesia    29/7 

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica PUC/SP. Especialização emCinesiologia Psicológica pelo SEDES SAPIENTAE/SP. Atuação como Psicóloga clínica de adultos e arteterapeuta individual e grupo. Trainee da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica -SBPA/RJ.

Márcia Bottini

A Arte de Nise da Silveira   12/8

Professor UFRJ e autista

Jose Otavio

Roda de Conversa   12/8

Artista Visual, criadora da técnica mista ARTE DE ADESIVAR, que vem desenvolvendo vários tipos de trabalhos artísticos. Faz parte da Universidade das Quebradas UFRJ/PACC desde 2011.

Jussara Santos

OFICINA: Mandalas Adesivadas   12/8

Bacharel, Licenciado e especialista em música pela UFRN, Chico Bethoven começou sua carreira musical em 1984, quando ingressou na Escola de Música Suetônia Batista, na cidade de Currais Novos-RN. Ao longo de sua carreira, Chico Bethoven já tocou e gravou com inúmeros artistas e bandas.

Chico Bethoven

Aspectos históricos da Música Potiguar   26/8

Brincante, percussionista, luthier, poeta, produtor musical, produtor fonográfico, artista visual e xilogravurista, Cacau Arcoverde (na certidão, Claudio José Moreira da Silva) é também arte-educador no Ponto de Cultura Orquestra Sertão, que funciona desde 2009 junto com a Associação Cultural Urucungo, em Arcoverde (PE).

Cacau Arcoverde

OFICINA: Etnografias musicais afro-brasileiras, Xilogravura & Lançamento do documentário  J. Borges Uma vida na xilogravura.     26/8

Mestre em História (2014) pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGH/UFRN). Atualmente é professora adjunta de história, na modalidade Ensino Básico Técnico e Tecnológico (EBTT), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Escola Agrícola de Jundiaí/EAJ).

Maiara Gonçalves

Uma epistemologia toda nossa: possíveis contribuições ao pensamento feminista negro brasileiro      9/9

Fui repórter fotográfica e também tive meu próprio estúdio fotográfico, Venho desenvolvendo o tingimento com plantas, que me fascina o fato de podermos utilizar resíduos, extrair a cor, pintar e tingir, ao invés de jogarmos no lixo.

Marion Rupp

OFICINA: Tingimento Natural com Barro     9/9 

Escritora, professora emérita da Escola de Comunicação da UFRJ e coordenadora do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC-Letras/UFRJ), onde dirige o Laboratório de Tecnologias Sociais Universidade das Quebradas e o Fórum Mulher na Universidade.

Heloisa Buarque de Hollanda

O Pensamento Feminista      23/9 

Graduada em Serviço Social, pós graduação em Gestão, políticas públicas e serviços sociais, pela UFRN e coordenadora do projeto Transforme-se. Pós graduanda em educação prisional e produtora cultural.

Efigênia Cruz

OFICINA: Bonecas de Pano – Transforme-se 23/9

Doutora em Ciência da Literatura, pela UFRJ, com a tese "Nas Quebradas da Voz: o lugar e a mãe na crônica poética do rap". Coordenadora Adjunta do Curso de Extensão Universidade das Quebradas - PACC/Letras/UFRJ. Psicóloga com formação em Psicanálise pelo Centro de Estudos Freudianos do Recife-PE e pela Escola Brasileira de Psicanálise - Movimento Freudiano/RJ.

Numa Ciro

Psicanálise      7/10

Terapeuta Capilar para dreads e tranças, profissional autodidata. Empreendedora na empresa Consciência Dreads que tem mais de 20 anos de experiência. Hoje compartilha esse feito com clientes e amigos por meio de atendimento individual e personalizado.

Marilene Gonçalves

OFICINA: Cabelos de Alecrim    7/10

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1991), mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1997) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2004). Professor Associado do Departamento de Práticas Educativas e Currículo, do Centro de Educação/UFRN

Jefferson Fernandes

Acessibilidade Cultural    14/10

Possui Graduação em Educação Artística - Licenciatura Plena com habilitação em Artes Cênicas (2006) e Mestrado em Educação (2020) UFRN. Aperfeiçoamento em Audiodescrição na Escola (2019) pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Atualmente está cursando o Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Thiago Cerejeira

 Acessibilidade Cultural  14/10

 
Artista visual potiguar e audiodescritora em formação. Graduada em Arquitetura e Urbanismo e na Licenciatura em Artes Visuais pela UFRN, é autora dos livros Ana e o Sapo (2013), Carvalhos (2015) e Ana e o Sapo livro dois (2018). Trabalha com técnicas diversas como ilustração digital, pintura, gravura e bordado, e atua principalmente como tatuadora.

AnaLu Medeiros

OFICINA:  Descrição de Imagens nas Mídias Sociais   14/10

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Paraíba (1999), mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Paraná (2001) e doutorado em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (2010). É Professor Adjunto do Departamento de Antropologia (DAN) e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Glebson Vieira

 Dinâmicas e resistências indígenas no RN  21/10

 
Professora aposentada, Sócia fundadora da ACA, associação comunitária do Amarelão. Membro do Conselho estadual de segurança alimentar e nutricional, do cogec, comitê gestor estadual de educação do Campo, conselheira no conselho Municipal de educação, Educadora popular com formação no Instituto Paulo Freire. Formadora e pesquisadora da ação saberes indígena na escola, pelo IFRN, Campus Canguaretama

Maria Ivoneide Campos da Silva

OFICINA: Arte Indígena 21/10

João Paulo de Sales Lima

OFICINA: Arte Indígena 21/10

INFORMAÇÕES SOBRE AS INSCRIÇÕES NO SIGAA

As inscrições para o Projeto Cirandas do conhecimento: Tecnologias sociais e desenvolvimento sustentável em contextos multiculturais estão abertas!!! 

Trata-se de um projeto em tecnologia social voltado à ampliação do diálogo entre a universidade e a comunidade externa, sobretudo aquela advinda de periferias das cidades e ao desenvolvimento acadêmico-social de ambas realidades. 

A presente ação é integrante do Projeto Universidade das Quebradas, polo potiguar, em parceria com a UFRJ, será realizada semanalmente no período de 15 de julho a 11 de novembro – 14h às 18h  

Inscreva-se em: https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/extensao/paginaListaPeriodosInscricoesAtividadesPublico.jsf

RIO GRANDE DO NORTE,

primeiro estado brasileiro a sediar um POLO da

UNIVERSIDADES DAS QUEBRADAS

VÍDEOS DAS AULAS DIREITOS HUMANOS - MINICURSO

PARTICIPANTES DA UQ PotiGuar 2021.1

Todos os quebradeiros do Rio de Janeiro e de outras localidades são bem-vindos para participarem desta ação coletiva no RN e para compartilharem  as experiências vividas ao longo dos 11 anos de existência da UQ UFRJ, através da troca de saberes entre a comunidade periférica, que produz cultura fora das universidades, e a comunidade acadêmica, para criar novas formas de conhecimento e novas expressões artísticas. Aguardamos vocês com muita alegria !

Apresentação

A UQ POTIGUAR é um projeto em parceria com a Universidade das Quebradas (UQ) da UFRJ, que chega ao Rio Grande do Norte (RN) em formato digital e gratuito com professores da UFRN e da UFRJ, com o  foco nos DIREITOS HUMANOS, abordando mais especificamente o Direito à Educação, os Direitos Civis, o Direito à Cidade e os Direitos Culturais, através de um minicurso online com 60 (sessenta) vagas para artistas, arte educadores, produtores culturais, ativistas das periferias dos estados  RN e de outras localidades.

O projeto UQ POTIGUAR, em parceria com a UQ UFRJ, conta com os recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte e com o apoio da Fundação José Augusto, do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo e do Governo Federal.

Equipe  

Coordenação Geral

Heloisa Buarque de Hollanda (UFRJ)

Numa Ciro (UFRJ)

Teodora Araújo Alves (Diretora do NAC-UFRN)

Bettina Rupp (vice Diretora do NAC-UFRN)

Coordenação Administrativa

Rosângela Gomes (UFRJ)

Empreendedora Cultural

Jussara Santos (UFRN e Mestre Quebradeira)

 

Metodologia

No Minicurso UQ Potiguar serão realizados 08  encontros virtuais no período de 09/02/2021 a 06/04/2021, às terças-feiras no horário de 14h às 16h, com a presença do professor responsável que, a partir de sua videoaula, promoverá um processo de interação com a turma sobre a temática abordada no vídeo. As informações de acesso serão enviadas, por e-mail, um dia antes aos alunos inscritos no Minicurso UQ Potiguar e disponibilizadas neste site. Os participantes devem ter acesso à Internet, uma vez que as aulas serão virtuais e pela plataforma do YouTube. Será conferido ao aluno certificado de conclusão, com carga horária total de 16 horas, desde que obtenha 75% de frequência nos encontros e que realizar as atividades propostas pelos professores, que ministrarem as aulas. Todo o processo do minicurso será online,o aluno inscrito precisará acessá-lo a partir de um computador, notebook, tablet ou celular, com acesso a internet. 

Corpo Docente

Bea Meira (UFRJ) 

Aderaldo Luciano dos Santos (UFRJ)

Ilana Strozenberg (UFRJ)

Helder Alexandre Medeiros de Macedo (UFRN)

Julio De Tavares UFF (LEECCC) /UFRJ (PACC)

Teodora de Araújo Alves (UFRN)

Durval Muniz de Albuquerque Júnior (UFRN)

Período do minicurso

09/02/2021 a 06/04/2021

Encontro dos Quebradeirxs

13/04/2021

Carga horária

18h 

Público Alvo

Artistas, arte educadores, produtores culturais, ativistas das periferias do estado do Rio Grande do Norte e de outras localidades.

Nº Vagas

80

Participação em 75% dos encontros

Realização das atividades propostas pelos professores

Expedição: até 30 dias  após o término do minicurso e enviado por e-mail.

Abertura do minicurso dia 09 de fevereiro de 2021 (assista  vídeo)

miniSertão

Aula do Prof. Nonato Gurgel (in memoriam)

Conversando com Nonato: Numa Ciro, Aderaldo Luciana e Toinho Castro 


Dia 23 de fevereiro de 2021

“A importância do ensino da arte na formação cidadã” (assista vídeo)

Profª. Beá Meira (UFRJ)


Dia 02 de março de 2021 

História indígena nos sertões do Rio Grande do Norte para além do “desaparecimento”: o caso do Seridó

Prof. Helder Alexandre Medeiros de Macedo (UFRN)


Dia 09 de março de 2021

“O Cordel é  Punhal”

Prof. Aderaldo Luciano dos Santos (UFRJ)


Dia 16 de março de 2021

“O Direito ao Corpo e à Cultura”

Profª. Teodora de Araújo Alves (UFRN)


Dia 23 de março de 2021

“Direitos Humanos e Justiça Racial”

Prof.  Julio De Tavares UFF (LEECCC) /UFRJ (PACC)


Dia 30 de março de 2021

“Direitos humanos, diversidade e desigualdade na cultura contemporânea: uma perspectiva antropológica”

Profª Ilana Strozenberg (UFRJ)


Dia 06 de abril de 2021

“As Dores de Ser Brasileiro:  corpos, sofrimentos e direitos humanos na história do Brasil”

Prof. Durval Muniz de Albuquerque Júnior (UFRN)


O projeto Universidade das Quebradas (UQ), criado em 2009, no PACC/UFRJ (Programa Avançado de Cultura Contemporânea da UFRJ), é um laboratório de tecnologias sociais, baseado no estímulo à troca entre saberes e práticas de criação e produção de conhecimento, articulando experiências culturais e intelectuais produzidas dentro e fora da academia.

A metodologia utilizada é experimental e flexível, baseada no conceito de ecologia de saberes, desenvolvido por Felix Guattari e Boaventura de Souza Santos. Por ecologia de saberes entendemos o equilíbrio sistêmico entre as diversas formas de saberes vernaculares e acadêmicos (científicos e técnicos) e a longa trajetória histórica de silenciamento de certos saberes não formais por outras formas dominantes de conhecimento.

O objetivo mais amplo do Projeto é potencializar e qualificar os produtores e artistas das periferias dos centros urbanos brasileiros através de um programa de especialização e aperfeiçoamento que leve em conta os novos usos da cultura como recurso de formação cidadã e inclusão econômica e social. Neste sentido, o Projeto propõe uma experiência inovadora de democratização do acesso à cultura e ao conhecimento. O PACC já formou uma rede de mais 800 artistas, produtores culturais e ativistas das periferias do RJ.

Este Laboratório, coordenado pelas professoras Heloisa Buarque de Hollanda e Numa Ciro, se constitui formalmente como um curso de extensão no âmbito do PACC/UFRJ que, por sua vez, é uma linha de pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Literatura, da Faculdade de Letras/UFRJ.

Facebook   Youtube   Instagram

Todos os quebradeiros do Rio de Janeiro e de outras localidades são bem-vindos para participarem desta ação coletiva no RN e para compartilharem  as experiências vividas ao longo dos 11 anos de existência da UQ UFRJ, através da troca de saberes entre a comunidade periférica, que produz cultura fora das universidades, e a comunidade acadêmica, para criar novas formas de conhecimento e novas expressões artísticas. Aguardamos vocês com muita alegria !

Ficou interessadx ?!?

Clique aqui e realize sua inscrição no Minicurso UQ Potiguar

Notícias do mundo de lá ou daqui… 

Realização
Parcerias

Projeto aprovado no Edital Nº 03/2020 – FORMAÇÃO E PESQUISA – TROCA DE SABERES A DISTÂNCIA  

CALICOT © Copyright 2020 –  Todos direitos reservados